Pastor estupra criança e afirma que demônio que o levou cometer estupro

Não há nada que possa justificar o ato de estupro, mas um pastor resolveu dizer que foi levado a estuprar uma menina de 7 anos por ter sido tentado por um demônio.

O caso aconteceu em Goianésia (GO) e teve repercussão nacional. O acusado tem 43 anos e foi preso na última terça-feira (5) pela
Polícia Civil do estado.

Em depoimento à delegada responsável pelo caso, Poliana Bergamo, o criminoso confessou que estuprou a menina. “Ele falou que foi um momento de fraqueza, que foi um demônio atentando. Ele pediu perdão aos pais e à criança e ainda disse que abusou da enteada. Ele disse estar disposto a pagar pelos erros dele”.

Os crimes ocorram nos dias 2 e 3 de janeiro, a criança é filha de um integrante da igreja. Por precisarem viajar para tratar de problemas de saúde, os pais deixaram os dois filhos aos cuidados da família do pastor. O irmão da vítima, um menino de 8 anos não foi abusado.

Quando os pais voltaram de viagem perceberam que a menina estava se comportando de forma diferente, triste e calada. “Ela é muito esperta e contou com riqueza de detalhes os atos libidinosos. Não houve conjunção carnal”, relatou a delegada.

Ao falarem com o pastor ele confirmou os atos aos pais que foram até a delegacia registrar o caso. A prisão preventiva do religioso foi decretada para impedir que ele fugisse da cidade.

O caso continua sendo investigado e deve ser concluído nos próximos dias. Se for condenado, o homem pode pegar de 8 a 15 anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável.

A menina será encaminhada para acompanhamento psicológico.

Agora a polícia também vai investigar se realmente a enteada do pastor foi abusada sexualmente por ele. Ele afirmou em seu depoimento que estuprou a menina uma vez quando ela tinha 12 anos, isso há seis anos, a jovem será chamada para depor na delegacia. Com informações G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin