Cidade de Dhaka, em Bangladesh, fica inundada de sangue

Que sacrifícios de animais era tradição nos tempos bíblico isso todo mundo sabe, mas em Bangladesh na cidade de Dhaka, o sangue gerado a partir da morte de animais para a celebração do Eid-al-Adah, conhecido como "Dia do Sacrifício" na religião muçulmana, gerou enchentes vermelhas que inundaram parte da cidade.




Cerca de 100 mil animais
já foram mortos como parte das comemorações. Em geral, os sacrifícios acontecem nas próprias ruas ou em estacionamentos residenciais e o sangue dos animais mortos tem se misturado com a água da chuva, abundante nessa época do ano, o que ocasionou o surgimento dos "rios de sangue".

A combinação de fatores faz com que moradores caminhem por algumas ruas com a água suja de sangue na altura do tornozelo. Apesar de o Eid-al-Adah ser comemorado anualmente, está é a primeira vez que a cidade fica inundada dessa forma.

Enquanto os moradores reclamam da falta de um sistema eficiente para escoar a água da chuva e o sangue, as autoridades locais argumentam que havia locais destinados especificamente para o abate dos animais, que não foram utilizados pelos moradores, ocasionando a poluição da cidade.



A população argumenta que o governo não divulgou de maneira eficiente a existência dos pontos de sacrifício e também que o grande volume de chuvas dificultou a ida a esses locais.

Com notas deste blog com notícia do O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin